Conheça a técnica de lipoenxertia

A técnica tem como objetivo realizar um processo com a gordura do próprio corpo devolvendo volume para regiões que ficaram atrofiadas e rejuvenesce a pele.

Postado em 13/12/2017.

Conforme vamos avançando a idade, nossa expressão facial acaba ganhando linhas e sulcos, perdendo seu volume em algumas áreas. Tudo porque a perda de colágeno e elastina, que acaba reduzindo a elasticidade natural da pele, acaba provocando o aparecimento das rugas e sulcos da pele.

Este tipo de mudança acaba por se manifestar com uma maior ou menor intensidade, conforme diversos fatores genéticos, bem como estilos de vida. Alguns hábitos, entre eles o tabagismo, e a exposição solar sem proteção adequada, acabam por influenciar no processo natural e irreversível da pele.

Através da técnica da lipoenxertia, o processo ocorre com a gordura do próprio corpo, devolvendo o volume a regiões atrofiadas e ainda rejuvenesce a pele pois a gordura aspirada possui uma gama de células tronco, com a capacidade de levar a formação de novas células no tecido da pele.

Conheça a técnica de lipoenxertia

Como é realizada a lipoenxertia?

Durante o processo, são introduzidas cânulas, ou mesmo seringas de lipoaspiração através da pele, até o tecido adiposo, de onde a gordura é devidamente aspirada por meio de um sistema de vácuo. Logo em seguida, o material aspirado é tratado, e são retiradas em células de gordura rompida, já que o sangue e os resíduos de anestésico. Apenas depois do tratamento que a gordura acaba sendo enxertada em um novo local, esta inserção ocorre por seringas muito finas. Normalmente é recomendada somente uma sessão para aplicação, caso exista a necessidade, o médico poderá fazer um retoque posteriormente na pele.

Assim que é realizado o procedimento com a gordura autóloga, ou seja, a gordura do próprio corpo, temos um resultado excelente, já que ela é biocompatível e não alergênica, não gerando assim rejeição. Esta gordura poderá ser retirada de qualquer parte do corpo, que tenha gordura em excesso, mas de forma geral, a retirada é feita do abdômen, via cicatriz umbilical, podendo ser utilizada a anestesia local ou mesmo tópica.

Quais os efeitos de pós preenchimento facial?

Os efeitos do preenchimento facial costumam aparecer logo depois do tratamento, e se tornam mais evidentes uma semana depois da sessão, este período onde o inchaço do rosto é algo amenizado. Pelo menos de 30 a 50% do volume de gordura implantado é reabsorvido, e já o restante se tornará algo permanente.

Os inchaços e equimoses, com manchas arroxeadas na pele, são comuns após o preenchimento facial com gordura corporal ocorrer. Nas situações mais raras poderão acontecer por uma infecção e o acúmulo de líquido na região onde foi realizado o preenchimento. Podendo ainda existir uma lesão de nervos e vasos sanguíneos, gerando as alterações de sensibilidade e hematomas. Há contraindicações na prática onde pessoas com diabetes não podem fazer o procedimento, doenças de colágeno, alterações renais ou mesmo hepáticas, além da utilização dos anticoagulantes.

Para quem a prática é recomendada?

É recomendada a prática para pacientes que evitarem massagear a região, o que poderá aumentar a absorção de gordura implantada. Os pacientes deverão evitar o sol, para evitar o surgimento de manchas de pele, exercícios físicos por 15 dias deverão ser evitados. Após este tempo é necessário retornar a atividades mais leves e depois de dois meses exercícios normais.